ALIMENTOS RICOS EM VITAMINA B3 (NIACINA)

 

A niacina ou mais conhecida como “vitamina B3” é responsável por diversas funções no corpo humano. Ela faz parte do grupo das vitaminas do complexo B. É solúvel em água (hidrossolúvel) e é essencial na produção de energia através dos alimentos. Sua absorção acontece no intestino delgado.

Ela também ajuda no fortalecimento do sistema cardiovascular auxiliando no aumento do colesterol “bom” do sangue (HDL) e diminuindo o colesterol “ruim” (LDL). A “vitamina B3” é facilmente encontrada nos alimentos e sua deficiência está envolvida na causa de várias doenças.





 

FUNÇÕES DA “VITAMINA B3” NO ORGANISMO

Como dito acima, uma das mais importantes funções da vitamina B3 é baixar os níveis de colesterol “ruim” (LDL) e aumentar os níveis de colesterol “bom” (HDL). Ela também participa na formação de hormônios, como os hormônios de estresse e sexuais. Auxilia o sistema digestivo a funcionar corretamente e promove uma melhor resposta do sistema nervoso. Auxilia em tratamentos dermatológicos como acnes.

 

DEFICIÊNCIA DE “VITAMINA B3”

As principais causas da deficiência de vitamina B3 se dá pela má alimentação, problemas de absorção de nutrientes (disbiose intestinal, doença de crohn, síndrome do intestino irritável etc). Dentre os principais sintomas, destacam-se:

  • Diminuição de apetite;
  • Dores na boca;
  • Confusão mental;
  • Insônia;
  • Depressão;
  • Má circulação sanguínea;
  • Problemas digestivos;

 

EXCESSO DE “VITAMINA B3”

O excesso de vitamina B3 no organismo é bastante incomum, pois quantidades excessivas são eliminadas pela urina. Mas no caso de um possível excesso desta substância, foram relatados alguns problemas como:

  • Baixa pressão arterial;
  • Variações nos níveis de glicose no sangue;
  • Danos musculares;
  • Alterações nos batimentos cardíacos;
  • Problemas no fígado;
  • Aparecimento de Úlceras estomacais.

 

ONDE ENCONTRAR A “VITAMINA B3”?

A “vitamina B3” pode ser encontrada em diversos alimentos, principalmente nos de origem vegetal. Dentre eles podem ser destacados:

  • Pães;
  • Cereais;
  • Arroz integral;
  • Nozes;
  • Amendoim;
  • Milho;
  • Tomate;
  • Gergelim;
  • Batata doce;
  • Abóbora;
  • Pêssego;
  • Goiaba;

É importante destacar que a automedicação não é aconselhada, sendo necessário realizar um estudo detalhado com a ajuda de um profissional da área como um nutricionista, para avaliar os níveis de vitamina B3 no sangue e tentar promover a melhora dos sintomas através dos alimentos naturais.