ALIMENTOS RICOS EM VITAMINA E

 

A “Vitamina E” é o nome coletivo para um grupo de compostos lipossolúveis com atividades antioxidantes distintas. A “vitamina E” é essencial para a saúde da pele e dos olhos. Ela fornece uma imunidade forte, protegendo as células contra diversos danos.

A “vitamina E” se divide em oito tipos na sua forma natural (alfa, beta, gama e delta-tocoferol e alfa, beta, gama e delta-tocotrienol). Mas a única forma reconhecida para atender às necessidades humanas é o Alfa-tocoferol.





 

FUNÇÕES DESEMPENHADAS NO ORGANISMO HUMANO

A “vitamina E” possui propriedades antioxidantes ajudando as células contra diversos tipos de danos causados pelos radicais livres (oxigênio livre). Por sua vez, a ação antioxidante é também responsável pela diminuição do processo de envelhecimento celular.

Você provavelmente já viu ferrugem em sua moto ou carro. Um processo semelhante de oxidação e envelhecimento acelerado ocorre em seu corpo quando as células são expostas a moléculas chamadas radicais livres. Os radicais livres quebram e enfraquecem as células saudáveis. Essas moléculas também podem contribuir para doenças cardíacas e o aparecimento de câncer.

 

DEFICIÊNCIA DE “VITAMINA E”

A deficiência de “vitamina E” no organismo humano é rara. Alguns Bebês prematuros de baixo peso (menor que 1.500 gramas) podem ter deficiência de vitamina E. A suplementação de vitamina E nesses bebês pode reduzir o risco de algumas complicações, como aquelas que afetam os olhos, mas em compensação podem aumentar o risco de infecções.

Como o trato digestivo requer gordura para absorver a vitamina E, as pessoas com desordens de má absorção de gordura têm maior probabilidade de se tornarem deficientes do que as pessoas sem essas desordens.

Os sintomas de deficiência podem incluir:

  • Neuropatia periférica;
  • Ataxia;
  • Miopatia esquelética;
  • Retinopatia;
  • Fraqueza muscular;
  • Degeneração da retina;
  • Comprometimento da resposta imune.

 

POSSÍVEIS CAUSAS DA DEFICIÊNCIA

Segundo alguns estudos, a deficiência grave de “vitamina E” tem sido associada a defeitos genéticos específicos. A deficiência de “vitamina E” também tem sido observada em indivíduos com “síndrome de má absorção de gordura”, que prejudicam a absorção de gorduras na dieta e, portanto, vitaminas lipossolúveis, como a “vitamina E”.

 

ONDE ENCONTRAR?

Os seguintes alimentos são boas fontes de “vitamina E”:

  • Sementes de girassol;
  • Avelãs;
  • Amendoim;
  • Amêndoas;
  • Espinafre;
  • Brócolis;
  • Kiwis;
  • Manga;
  • Tomate.